21.7 C
Picos

Mudanças climáticas e incidência de dengue: qual a relação e como combater o vírus Aedes Aegypti

#

Uma simples picada de um mosquito Aedes aegypti pode se transformar em uma fatalidade. No Dia Nacional do Combate à Dengue,18 de novembro, é essencial reforçar a importância da vacinação como medida preventiva contra essa ameaça.

De acordo com uma pesquisa recente, se já há reprodução do mosquito agora, imagine durante este período, com as chuvas e o clima quente. A tendência é que ocorra um aumento significativo na transmissão e no número de casos.

Incidência de dengue e as mudanças climáticas

Um fator importante que contribui para o aumento da transmissão da dengue está diretamente ligado às mudanças climáticas que o mundo enfrenta. Pode parecer estranho relacionar os mosquitos da dengue com as alterações climáticas, mas esses dois elementos estão intrinsecamente ligados, resultando em um aumento na incidência da doença a cada ano.

Os médicos Dra. Marcela Rodrigues e Dr. Marco César Roque destacam que, anualmente, em todo o mundo, os números de casos de dengue batem recordes. Isso ocorre devido às alterações climáticas, ao aumento da temperatura e à adaptação do mosquito em regiões onde antes sua circulação era insignificante, devido ao aquecimento global. Essa adaptação permite que o mosquito se espalhe para áreas anteriormente inacessíveis, colocando em risco populações inteiras.

A dengue é uma doença grave, transmitida através da picada do mosquito Aedes aegypti, que se tornou mais resistente e adaptado a diferentes ambientes ao longo do tempo. Os sintomas incluem febre alta, dores musculares intensas, dor de cabeça, fadiga e erupções cutâneas. Em casos mais graves, pode levar à dengue hemorrágica, uma condição potencialmente letal.

O Dr. Marco César Roque, enfatiza que a vacina contra o dengue é um dos principais instrumentos para prevenir a doença. Ela é especialmente importante em áreas onde a transmissão da dengue é endêmica, ou seja, onde a doença é constante e frequente. Além disso, a vacinação pode reduzir a gravidade da doença e a probabilidade de desenvolver complicações graves, como a dengue hemorrágica.

“Diante desse cenário preocupante, a vacinação se torna uma medida essencial para combater a dengue. É crucial que a população esteja devidamente imunizada, contribuindo para a redução dos casos e, consequentemente, para a prevenção de óbitos. Além disso, é fundamental adotar medidas de prevenção em casa, como a eliminação dos criadouros do mosquito, o uso de repelentes e a proteção de janelas e portas com telas”, alerta a Dra. Marcela Rodrigues.

Neste Dia Nacional do Combate à Dengue, fazemos um apelo à conscientização e à ação. Vacine-se e proteja-se contra essa doença perigosa. Junte-se a nós nessa luta para erradicar a dengue e garantir um futuro mais saudável para todos.

Fonte: Cidade Verde

Redação
Redaçãohttps://www.infonewss.com
Redação do Portal Info Newss. (89) 99463-3489
Veja também
Notícias relacionadas