quarta-feira, 27 outubro 2021
Casa / Polícia / Estudante de medicina é suspeito de estuprar sete crianças; policia investiga

Estudante de medicina é suspeito de estuprar sete crianças; policia investiga

Um estudante de medicina de 22 anos está sendo investigado pela Policia Civil do Piauí, suspeito de estupro de vulnerável contra pelo menos sete crianças em Teresina. O jovem é enteado da mãe de uma das vítimas e abusou também, segundo a denúncia, de uma sobrinha da madrasta.

A mãe da menina contou ao g1 que o comportamento da filha dava indícios de que ela havia sofrido abuso e, após ser questionada, a menina disse que uma prima sabia o que havia acontecido.

“Perguntei para minha sobrinha e ela disse que ele havia estuprado ela e minha filha. Começamos a investigar e descobrimos que ele abusou de pelo menos cinco outras crianças”, afirmou a mãe.

Delegacia de Proteção A Criança e ao Adolescente (DPCA) em Teresina — Foto: Lucas Marreiros / G1

Delegacia de Proteção A Criança e ao Adolescente (DPCA) em Teresina — Foto: Lucas Marreiros / G1

Ela informou que descobriu em setembro e procurou a Delegacia de Proteção aos Direitos da Criança e do Adolescente (DPCA). O caso está sob sigilo e o g1 não divulgou as identidades dos envolvidos para preservar as vítimas.

Os abusos

A mãe contou que o suspeito entrou para a família quando a irmã dela se casou com o pai dele. Na época, ele tinha 8 anos. “Somos uma família muito unida, fazemos tudo juntos e logo acolhemos ele como sendo da família também”, disse.

Atualmente, a filha dela tem 12 anos e o primeiro abuso aconteceu quando ela tinha cinco anos e o suspeito 15. “Foi em uma viagem em família, que ele se trancou com ela no quarto do hotel. Desde os seis anos ela faz tratamento psicológico”, relatou.

A mulher informou que os abusos só pararam há cerca de dois anos, quando o rapaz se mudou para Manaus, onde cursa medicina em uma faculdade particular. Ela afirmou ainda que ao descobrir das vítimas mais novas não aguentou e resolveu denunciar os crimes nas redes sociais.

“Não consegui me conter, disse: ‘a gente tem que fazer alguma coisa, ele está vivendo a vida dele normal’. Ele estava indo para a faculdade, sem sofrer nenhuma penalização. As pessoas também precisavam saber quem ele é, que ele é um monstro que robou a inocência de várias crianças“, declarou.

A família das vítimas espera que o suspeito seja preso. “A gente quer a prisão preventiva, porque a gente teme que ele fuja. Ele tem condições financeiras, visto para os Estados Unidos e a mãe dele morou muitos anos em Portugal”, afirmou.

Fonte: G1 Piauí

Sobre Márcio Lopes

Colaborador do Portal Info Newss.

Verifique também

Polícia Militar localiza no Piauí 14 touros furtados de fazenda no Ceará

A Polícia Militar apreendeu em Campo Maior quatorze touros que haviam sido furtados de um …