35 C
Picos

Centro de Parto Normal de Picos completa um ano de funcionamento

#

O Centro de Parto Normal (CPN) do Hospital Regional Justino comemora nesta sexta-feira, 24 de março, um ano de abertura do serviço. A unidade é referência na assistência humanizada durante o parto normal.

Durante o primeiro ano de funcionamento, o CPN atendeu cerca de 1mil famílias e realizou 931 partos humanizados. Uma média de 78 partos por mês. O Centro dispõe de cinco suítes, consultório obstétrico, copa, posto de enfermagem, banheiros e repouso. As suítes são equipadas com banheira para auxiliar no trabalho de parto, além de equipamentos para o estímulo à evolução do parto normal e humanizado, como barra fixa, bola suíça; além de assistência 24h com equipe multiprofissional que inclui:  02 enfermeiras obstetras, 01 fisioterapeuta, ,01 técnica em enfermagem, 03 médicos obstetras e 02 pediatras.

Dar à luz pode ser um momento mágico! O Parto Humanizado coloca a mulher e o seu bebê como protagonistas, sempre prezando pelo bem-estar de ambos. Como relata a Sarah Dias (23) mãe da Amélia de três meses. Para ela a experiência vivida foi espetacular. Sarah explica que desde quando descobriu a gravidez almejava e planejar um parto natural ao passo que temia por conta de tantos relatos negativos sobre violência obstétrica de tantas mulheres.

_“Minha experiência do Centro de Parto Normal de Picos foi espetacular. Na segunda consulta com meu obstetra, na rede privada, contei o desejo e ele me contou que deveria marcar meu parto cesárea, pois em Picos não tinha isso de parto humanizado, ainda mais na minha data prevista de parto, véspera de natal. Fui em busca de outros obstetras e descobri que realmente era um sonho quase inalcançável para a cidade a não ser que fosse no regional. Comecei a pesquisar sobre, vi que haviam inaugurado o Centro de Parto há pouco tempo e fui em busca de relatos. Desejava um parto humanizado, onde fossem respeitadas as minhas vontades e a minha pessoa. Minha nova obstetra, Dra. Fernanda, também plantonista no HRJL, me contou como lá era perfeito e com uma equipe bem preparada. De fato, é sim! Na noite de Natal entrei em trabalho de parto ativo e na manhã do dia seguinte tive uma linda bebê que veio ao mundo como eu sonhava, de um parto normal, lindo e respeitoso”,_ relata Sarah.

A mamãe da Amélia falou ainda do cuidado especial da equipe plantonista e da infraestrutura do CPN.

_“Toda a equipe foi extremamente atenciosa da entrada até a saída, me deram o espaço e a liberdade que eu desejava. Um espaço limpo e aconchegante com profissionais atentas e cuidadosas. A toda mãe que mora em Picos ou região e deseja um parto normal e humanizado, eu defendo e recomendo o Centro de Parto Normal do Hospital Regional Justino Luz e desejo que tenham uma experiência tão linda e emocionante como a minha”._ Finalizou Sarah.

Com a professora Rauena Paiva (29), mãe do Gabriel, que estava previsto para nascer após o Natal a experiência foi assustadora, pois tinha uma indicação de um parto Cesária de urgência com 36 semanas de gestação. Então ela procurou a urgência do Justino Luz e a história tomou outro rumo.

_“O meu obstetra disse que não tinha como fazer o meu parto, pois estava com 36 semanas, noite de Natal e precisa ser transferida para Teresina. Ao chegar no Hospital Regional o médico que me avaliou disse que já estava com 7cm de dilatação e que o ideal era aguardar para ter normal. Então fui para o setor de parto normal e desde a hora que cheguei fui bem assistida pelas enfermeiras, fisioterapeuta, era muita gente ali comigo, risos. Cheguei no CPN 5h da tarde e as 19h10min o meu bebê nasceu. Tive muito medo, estava muito nervosa, mesmo com uma equipe maravilhosa, com música e tudo. Eu não estava preparada psicologicamente para ter um parto normal e antes do tempo, mas com a ajuda da equipe de plantão tudo transcorreu bem”,_ falou Rauena.

A enfermeira obstetra, que coordena o setor de Parto Normal, Angélica Luz fala do compromisso das equipes que fazem o Centro de Parto Normal do Justino Luz.

_“Estamos muito felizes com o primeiro ano de funcionamento do CPN, é nosso compromisso proporcionar nascimentos respeitosos, humanos e acima de tudo seguros”._

O diretor geral do Justino Luz, Dr. Tércio Luz, considera ter alcançado, para o primeiro ano de funcionamento do serviço de parto humanizado, as metas propostas.

_“Hoje com o funcionamento do centro de parto Normal, oferecemos para Picos e macrorregião uma realidade merecida para as mulheres que desejam ter um parto normal, humanizado, com o seu tempo respeitado e todo o suporte necessário- em atendimento totalmente SUS”,_ disse Tércio.

Fonte: ascom

Redação
Redaçãohttps://www.infonewss.com
Redação do Portal Info Newss. (89) 99463-3489
Veja também
Notícias relacionadas