sexta-feira, 30 julho 2021
Casa / Destaques / “Veio pra cima de mim, tentar me beijar”, conta segunda vítima a denunciar advogado

“Veio pra cima de mim, tentar me beijar”, conta segunda vítima a denunciar advogado

A vendedora de produtos naturais que procurou a Delegacia da Mulher na tarde de ontem (15) para denunciar o advogado Jefferson Moura Costa por estupro contou detalhes de como ocorreu a abordagem e de como conseguiu escapar. Ela relata que foi vítima do advogado em dezembro do ano passado, mas só agora, após a repercussão do caso da diarista de 29 anos, teve coragem para formalizar a denúncia.

“Ele tinha comprado alguns produtos e ia fazer o pagamento no momento da entrega. Estacionei o carro. Estava com uma amiga. Quando fui entregar os produtos pra ele, ele falou que tinha esquecido o cartão lá em cima. Já desceu sem nada, e me atraiu para o apartamento dele para fazer o pagamento. Assim que a gente entrou no elevador, ele já começou a me cantar, falar que eu era bonita. Quando chegou no apartamento dele, ele fez o pagamento no cartão de débito e, logo depois, já veio pra cima de mim, me agarrar, tentar me beijar, pedindo pra eu beijar ele. Eu estava de máscara e só virava meu rosto”, disse a vítima, em entrevista à TV Cidade Verde.

Ainda de acordo com o relato, Jefferson Moura não conseguiu concretizar a violência sexual porque a vendedora de produtos naturais conseguiu correr e fugir. “Ele fez isso com a moça, com a empregada, e foi ela que me motivou. Com o relato dela, eu lembrei muito do que aconteceu comigo”, destacou a mulher.

A delegada Vilma Alves, titular da Delegacia da Mulher do centro de Teresina, informou que outras vítimas do advogado já procuraram a polícia para formalizar denúncias e prestar depoimentos. A expectativa é que com a repercussão dos depoimentos, ainda mais mulheres apareçam para denunciar o advogado, que está preso

1ª Vítima

A diarista de 29 anos, vítima de estupro em um apartamento da zona Leste de Teresina na tarde da última quarta-feira (14), prestou depoimento no final da manhã de ontem na Delegacia da Mulher, no Centro de Teresina. Ela, que foi a primeira a denunciar o advogado Jefferson Moura da Costa, informou que o ele usou uma faca para lhe ameaçar e que durante o ato de violência afirmava que “iria tirar o espírito dela e de todas as mulheres”. Bastante abalada, a vítima revelou para a delegada Vilma Alves que chegou a pensar em pular da janela do 2º andar do prédio durante seu desespero.

Natanael Souza
redacao@cidadeverde.com

Sobre Márcio Lopes

Colaborador do Portal Info Newss.

Verifique também

Tia denuncia sobrinho e jovem é preso por furto de moto, celular e dinheiro no Piauí

Uma mulher de 42 anos denunciou o próprio sobrinho, um jovem de 22 anos, pelo …