quarta-feira, 20 outubro 2021
Casa / Geral / Saiba como descartar itens que não entram na coleta seletiva de lixo

Saiba como descartar itens que não entram na coleta seletiva de lixo

Para dar um destino adequado ao lixo, é importante conhecer os conceitos de economia circular e logística reversa. A economia circular baseia-se na ideia do reaproveitamento.

“O que sobra numa indústria pode ser aproveitado por outra, o que sobra no comércio pode ser aproveitado pela indústria. E produtos colocados no mercado precisam ter seu reaproveitamento planejado”, diz Kadmo Cortês, vice-presidente do Instituto Lixo Zero.

A logística reversa é a prática pela qual as empresas dão um destino correto a seus produtos no pós-consumo.De acordo com Ana Paula Maciel Costa, doutora em direito ambiental pela PUC-PR, a Política Nacional de Resíduos Sólidos, de 2010, determinou que as empresas devem criar soluções retornáveis e se responsabilizar pelo lixo potencialmente tóxico.

Na outra ponta, os consumidores também precisam se tornar mais conscientes sobre como jogar o lixo fora da maneira certa. “A lei de 2010 transformou a ideia de ciclo produtivo, todos passaram a ter uma responsabilidade compartilhada”, explica a advogada.

Veja abaixo como descartar alguns produtos que não podem ser enviados à coleta seletiva, desde baterias e lâmpadas queimadas até medicamentos vencidos, segundo Luana Santos de Souza, mestre em ciência florestal e professora do curso técnico de meio ambiente da Fecap.

Eletrônicos
Cabos, celulares, fones, baterias e carregadores contêm substâncias nocivas que prejudicam a saúde e o ambiente. Para jogar fora, é preciso buscar o fabricante ou fornecedor do serviço ou ainda ir a pontos de coleta. Vivo-Telefônica, Claro e Oi disponibilizam coleta em suas lojas, por exemplo. Já a Samsung recolhe eletrônicos pequenos nas lojas e em centros assistência autorizados. Algumas drogarias, como Droga Raia e Drogarias Pacheco, têm parceria com a Green Eletron para o descarte de pilhas e baterias (greeneletron.org.br/localizador). Já as lojas de Pão de Açúcar, Carrefour e Leroy Merlin recebem pilhas.

Lâmpadas
Possuem metais pesados na composição podendo contaminar o solo. Para descartar, é preciso buscar pontos específicos. A rede Leroy Merlin tem estações de coleta seletiva em todas as suas unidades. O Extra tem parceria com a empresa Reciclus para recolhimento e reciclagem de lâmpadas. Carrefour também aceita lâmpadas em seus ecopontos.

Medicamentos
Fármacos contaminam o solo e a cadeia de consumo humana. O descarte incorreto pode ainda favorecer o surgimento de bactériasmais resistentes. Para jogar fora, o ideal é buscar drogarias ou ainda supermercados. A Droga Raia oferece coleta em 1.823 lojas. Drogaria São Paulo e Drogarias Pacheco também contam com pontos em 95% de suas lojas. A farmacêutica Eurofarma realiza coleta em 25 lojas do Extra e do Pão de Açúcar no estado de São Paulo.

Cápsulas de café
O alumínio usado em algumas cápsulas de café tem grande potencial de reciclagem. No entanto, trata-se de um metal pesado, que pode impactar o solo e causar problemas neurológicos quando descartado e manuseado incorretamente. O material deve ser entregue em postos de coleta adequados. A Nespresso tem coleta nas lojas, além de pontos em agências dos Correios. A Melitta também recicla suas cápsulas. Para enviá-las gratuitamente é preciso realizar o cadastro no site terracycle.com/pt-BR. A Dolce Gusto realiza coleta em 49 estabelecimentos do Pão de Açúcar em São Paulo.

Fonte: Folhapress

Sobre Márcio Lopes

Colaborador do Portal Info Newss.

Verifique também

Projeto de lei quer suspensão dos prazos processuais entre dezembro e janeiro de cada ano no Piauí

Tramita na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) um projeto de lei que suspende os prazos …