sábado, 24 julho 2021
Casa / Geral / Piauí já vacinou mais de 27 mil profissionais da educação contra a Covid-19

Piauí já vacinou mais de 27 mil profissionais da educação contra a Covid-19

A vacinação contra Covid-19 avança no Piauí  já contemplou 27.136 profissionais da educação com a primeira dose. Os dados constam no Vacinômetro, site alimentado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). A imunização contempla professores e também funcionários de instituições públicas e privadas do ensino básico, médio e superior.

Em Teresina, professores, diretores de escolas e demais trabalhadores da educação estão sendo vacinados contra a Covid-19. Além de agendamentos, a categoria foi atendida em dois dias de drive-thru, por toda a cidade.

Nordely Noronha, diretora do CMEI Vila Bandeirante, zona Leste, conta que está mais aliviada após toda a equipe escolar ser imunizada com a primeira dose da vacina. “Tivemos todo o cuidado para que ninguém ficasse sem tomar vacina. Organizamos a documentação e permanecemos esperançosos em equipe”, disse Nordely.

O sentimento otimista é o mesmo da diretora Lívia Furtado, do CMEI Noé Cerqueira Fortes, zona Sul. Todos os funcionários do novo CMEI foram vacinados. “Estamos mais tranquilos, mas é preciso lembrar da importância de continuar se protegendo, usando máscaras e tomando todos os cuidados necessários. Logo tudo vai passar”, conclui a gestora.

O secretário de Educação do município, Nouga Cardoso, já havia anunciado que o retorno das aulas na rede municipal deve ocorrer a partir do mês de agosto, quando está prevista a segunda dose para profissionais da educação, o que está dependendo da decisão do Comitê de Operações Emergenciais (COE).

Na rede estadual, as escolas já passam por sanitização, visando o retorno das atividades aulas presenciais. O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, explica que o retorno das atividades na escola acontecerá de forma gradual, seguindo todos os protocolos sanitários.

“Mesmo com a vacinação, para a volta ao chão da escola será necessário o cumprimento de todos os protocolos sanitários, como uso de máscara, distanciamento social de 1,5 metro entre as pessoas, higienização dos espaços, aferição da temperatura e uso constante do álcool em gel. A autorização dos pais também será necessária, por que não será uma volta obrigatória. Voltaremos de forma gradual, adotando o modelo híbrido e mantendo as aulas remotas para aqueles que não se sentirem seguros”, afirma o secretário.

Fonte: Meio Norte

Sobre Márcio Lopes

Colaborador do Portal Info Newss.

Verifique também

“Estão recusando a Coronavac devido à fake news”, diz Emanuelle Dias

A coordenadora da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Teresina, Emanuelle Dias, informou que …