terça-feira , 14 janeiro 2020
Casa / Notícias Destaques / Picos é a 5ª cidade mais violenta do Piauí

Picos é a 5ª cidade mais violenta do Piauí

Dados do Relatório de Criminalidade divulgado nesta segunda-feira (13) pela Secretaria Estadual de Segurança  revelam que 18 municípios do Piauí concentram 51,5% das Mortes Violentas Intencionais (MVIs) registradas no interior do estado em 2019.

No interior do Estado foram contabilizadas 178 mortes violentas. A cidade onde houve mais registros foi Parnaíba[28], seguida de Piripiri [20], Cocal [13], Esperantina [12] e Picos [12], quinta cidade com maior número de casos.

O percentual de mortes violentas no interior do Estado é 16,77% maior que as contabilizadas em 2018. Para o delegado geral Luccy Keikko o acréscimo é “justificável” e disse que nem todas as mortes registradas configuram crime.

“Cabe destacar que nesse ano contabilizamos toda ou qualquer morte violenta independente dessa morte configurar crime. Por exemplo, registramos nove mortes que aconteceram na cidade de Cocal,onde assaltantes de banco foram mortos em confronto com a polícia. Elas foram contabilizadas nesse número, mesmo não sendo crime.  Lembrando em 2018 houve uma redução bem significativa fora dos parametros no interior. entao esse pequeno acréscimo é justificável”, disse ao Cidadeverde.com.

O delegado geral afirma que ações para combate à criminalidade no interior do Estado serão intensificadas.

“Vamos agir com ações voltadas para o interior. Nossa meta é  reduzir mais e mais e conseguir uma redução significativa”,disse o delegado.

Cidade Verde

Sobre Mateus Ribeiro

Mateus Ribeiro
Cofundador e CEO (Diretor geral). Formado em Ciências Contábeis (Contabilidade), pela Faculdade FACISA (Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Araripina), Técnico em Informática formado pelo Instituto EAD.

Verifique também

Carro de vice-prefeito de São Miguel do Tapuio tomba e deixa quatro feridos na PI 115

Um veículo modelo Toyota Hilux ano 2016, placa PIU-5532, de cor prata, pertencente ao viceprefeito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *