domingo, 5 dezembro 2021
Últimas
Casa / Outros destaques / Marinha investiga acidente com canoa que afundou e deixou 4 mortos no rio Parnaíba no Piauí

Marinha investiga acidente com canoa que afundou e deixou 4 mortos no rio Parnaíba no Piauí

A Marinha do Brasil informou que enviou uma equipe da Capitania dos Portos para investigar as causas do acidente em que uma canoa afundou na cidade de Antônio Almeida, no Piauí, no último domingo (17), e deixou quatro pessoas mortas e uma desaparecida. Leia o comunicado completo da Marinha no final desta reportagem.

Quatro mulheres morreram afogadas, entre elas uma menina de 5 anos e sua mãe. Uma jovem de 18 anos continua desaparecida. Outras seis pessoas que também estavam na canoa conseguiram sobreviver.

Segundo a Capitania dos Portos, a equipe irá instaurar um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN), para entender o que teria causado o acidente e avaliar se alguém deve ser responsabilizado.

Além da Marinha, a Polícia Civil também enviou uma equipe de investigação com um perito criminal, e deve produzir um relatório sobre as causas do acidente.

Acidente com canoa

Marinha investiga acidente com canoa que afundou no rio Parnaíba, no Sul do Piauí — Foto: Polícia Civil

Marinha investiga acidente com canoa que afundou no rio Parnaíba, no Sul do Piauí — Foto: Polícia Civilhttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Um acidente com uma canoa no rio Parnaíba no dia 17 de outubro, no povoado Formiga, na zona rural de Antônio Almeida, Sul do Piauí, deixou quatro pessoas mortas. Uma jovem de 18 anos segue desaparecida.

Havia 11 pessoas na embarcação, sendo que seis conseguiram se salvar e outras cinco ficaram desaparecidas. Entre domingo e segunda-feira (18), foram localizados os corpos de quatro vítimas, entre elas uma menina de 4 anos e sua mãe.

De acordo com a secretária de saúde da cidade, a lotação da canoa pode ter causado o acidente.

Trecho do rio onde embarcação afundou — Foto: Divulgação

Trecho do rio onde embarcação afundou — Foto: Divulgação

“Segundo testemunhas, a água começou a entrar na canoa e um dos homens que comandavam a canoa pediu para que três pessoas fossem para trás. Entretanto, muita gente foi e a embarcação acabou afundando”, afirmou a secretária.

Quem são as vítimas

Quem são as vítimas de acidente com canoa que afundou no rio Parnaína, no Sul do Piauí  — Foto: Arquivo pessoal

Quem são as vítimas de acidente com canoa que afundou no rio Parnaína, no Sul do Piauí — Foto: Arquivo pessoalhttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

  • Jocilene Araújo Brito, 38 anos (irmã de um vereador da cidade, encontrada morta)
  • Elissandra Barros Siqueira, 21 anos (amiga de Jocilene, encontrada morta)
  • Julianne Bezerra Magalhães Saraiva, 36 anos (mãe de Maria Júlia, encontrada morta)
  • Maria Júlia Magalhães Saraiva Martins, 5 anos (filha de Julianne, encontra morta)

Continua desaparecida

  • Fernanda Pereira dos Santos, 18 anos (babá de Maria Júlia)

Sobreviventes

  • Dárcio Saraiva Martins (marido da Julianne e pai da Maria Júlia)
  • Marcos Túlio Borges de Oliveira, 14 anos
  • Valdimar Borges dos Santos
  • Monalisa Barros de Oliveira, 16 anos
  • Mariane Barros Borges, 5 anos
  • Maria Hortenir Borges dos Santos

Leia abaixo a nota da Capitania dos Portos:

MARINHA DO BRASIL
CAPITANIA DOS PORTOS DO PIAUÍ
NOTA À IMPRENSA
Parnaíba-PI
Em 18 de outubro de 2021.

A Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), informa que tomou conhecimento do acidente envolvendo uma embarcação no rio Parnaíba, no povoado Formiga, localizado a 20 Km da zona urbana de Antônio Almeida-PI, município que fica a 400 Km da capital Teresina-PI.

A Capitania dos Portos designou uma equipe de Salvamento e Resgate (SAR) para ir ao local obter mais informações. Será instaurado um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN) para apurar possíveis causas e a responsabilidades pelo acidente.

A Marinha do Brasil conclama a sociedade a participar ativamente do esforço de fiscalização, informando qualquer situação que possa afetar à segurança do tráfego aquaviário, a salvaguarda da vida humana no mar e vias navegáveis ou que represente risco de poluição ao meio hídrico, por meio do Disque Emergências Marítimas e Fluviais: 185.

Fonte: G1 Piauí

Sobre Márcio Lopes

Colaborador do Portal Info Newss.

Verifique também

Coronavírus: 240 mil pessoas estão com segunda dose atrasada no PI

Boa parte dos estados brasileiros enfrentam dificuldades para o comparecimento da segunda dose da vacinação. …