34.6 C
Picos
#

Primeira mulher a assumir de forma efetiva o cargo de governadora do Piauí, Regina Sousa (PT), fez nesta quarta-feira (28) um discurso de despedida rebatendo o preconceito que sofre no dia a dia e destacou os avanços de seu governo.

“As cobranças sobre mim são muitas, a cara fechada, o jeito sisudo. Fui em museu e vi que não caibo na moldura de quem geriu o estado, mas eu geri. Tem muito preconceito embutido nessa história”, disse.

Ao lado de vários jornalistas, Regina Sousa iniciou o discurso com um “pedido de desculpas” pelo seu jeito “da roça”. A petista que assumiu o executivo do estado por nove meses, passará a faixa para o governador eleito Rafael Fonteles (PT) no dia primeiro de janeiro.

“Peço desculpas pelo meio jeito que, às vezes, parece que estou brigando, mas é o meu jeito. Sou bicho da roça, gosto um pouco de me esconder, e às vezes, não entendem”, brincou  com os jornalistas presentes em coletiva que ela convocou para fazer um balanço da gestão.

Na coletiva, Regina Sousa elencou os avanços em leis que garantiu ao Piauí ainda como vice-governadora, como a Lei de Regularização Fundiária e fortalecimento do Direitos Humanos. Ao longo do mandato, Regina Sousa entregou diversos títulos de posses no Piauí.

“Não estava quieta esperando o governador viajar para substituir ele. Fico satisfeita com o que fiz, muita gente pode não compreender, mas para mim é o que importa. É minha obsessão. Dentro do que eu pude”, pontuou.

A governadora lembrou como luta no fechamento de seu governo, o pagamento do Fundeb aos professores e o adiantamento do 13º salário para servidores do estado.

“O pagamento do Fundeb, são 150 milhões para os trabalhadores em Educação e vai estar na conta amanhã”, disse.

Paula Sampaio
redacao@cidadeverde.com

Redação
Redaçãohttps://www.infonewss.com
Redação do Portal Info Newss. (89) 99463-3489
Veja também
Notícias relacionadas