sexta-feira, 18 junho 2021
Últimas
Casa / Municípios / Belém do Piauí / Câmara de Belém do Piauí aprova título de cidadão belenense ao empresário Mazinho

Câmara de Belém do Piauí aprova título de cidadão belenense ao empresário Mazinho

A Câmara de Vereadores do Município de Belém do Piauí – PI, aprovou por unanimidade o Projeto de Decreto Legislativo, n° 002/2021, que concede o “Título de Cidadão Belenense” ao empresário Francimar da Silva Sousa – o Mazinho.

O Projeto, de autoria do vereador Bernardino Geraldo de Carvalho, foi aprovado pelo plenário da Câmara durante a nona sessão ordinária da atual Legislatura, realizada na última sexta-feira, 04 de junho.

De acordo com o autor, o título é de grande importância, visto que o homenageado é, além de um colaborador direto, um dos principais fomentadores da economia local, tendo em vista a notável atuação, com ações no comércio local, especificamente na área da construção civil, o que tem contribuído para o desenvolvimento da nossa cidade

Bernardino ainda salientou sobre a história do homenageado. “Esse grande homem [Mazinho] começou de agricultor, a gari, até chegar a empresário da JP Construções, então nada mais justo do que conceder essa homenagem, essas pessoas que chegam até os dias atuais, subindo degrau a degrau, com suas próprias mãos”, disse Bernardino.

 A honraria será entregue ao homenageado no mês de dezembro, em sessão solene a ser realizada durante as comemorações referente ao 26º aniversário de emancipação política/administrativa do município.

O projeto de Decreto Legislativo recebeu apoio em assinatura de todos os vereadores do município.

A sessão foi presidida pelo vereador Francisco Felipe de Sousa Filho – Cicisso, e contou com a presença dos vereadores Elieudo José Ribeiro Júnior, Francisco Zacarias Ribeiro – o Burenga, Cristiana Carvalho Bento, Bernardino Geraldo de Carvalho, Mércia Carolina Dias Gomes, Kalebe Pedro de Carvalho, Ildmar Honorato Granja e Epifânio Olegário da Silva, ambos do MDB.

Biografia

Francimar da Silva Souza – o Mazinho, nasceu em 10 de agosto de 1982 na cidade de Simões no Piauí, filho do senhor Silvino João de Sousa e da senhora Laura Francisca da Silva.

Presídio em padre Max desde o primeiro ano de vida até os seus 17 anos, período trabalhou como agricultor rural, engraxate, ajudante e vendedor de dinda, para ajudar nas despesas familiares, aos 18 anos foi convocado para servir o Exército Brasileiro, onde ficou por um ano ocupando o cargo de soldado.

Cursou o ensino fundamental na escola Dr. Francisco Luiz de Macedo e o ensino médio na escola Cândida Macedo, ambas no município de Padre Marcos.

Francimar da Silva Sousa – o Mazinho, casou-se em 18 de dezembro de 2003 com Simaria da Silva Araújo Leal, e desse laço matrimonial nasceram os seguintes filhos: Pamela Araújo da Silva Sousa e João Victor da Silva Sousa.

Trabalhava com seu irmão Paulinho no ramo de fotografia e cabeleireiro até o ano de 2004 onde foi morar no Estado de São Paulo, mas especificamente na cidade de Campinas-SP.

Trabalhou na empresa tecam (tecnologia ambiental) quando o cargo de coletor de lixo (gari), sendo promovido para assistente técnico no ano seguinte, 2005. Onde ocupou o cargo até 2009, sendo promovido a controlador operacional onde exerceu o cargo até 2012. Sendo promovido a encarregado de coleta até 2013.

Retornou ao Piauí em 13 de fevereiro de 2013, trabalhou como vendedor na empresa K&K Construções até o ano de 2015, a partir daí, atua como proprietário na empresa JP construções, até os dias atuais.

Francimar da Silva Sousa – o Mazinho, também foi iniciado na Loja Maçônica Acácia da Boa Esperança 4139 – Padre Marcos Piauí, no dia 22 de setembro de 2018. Onde frequenta e ocupa o Grau de Mestre Maçon.

Atualmente reside na cidade de Belém do Piauí – PI.

Matéria relacionada

 – Vereadora Mércia apresenta Moção de Pesar pelo falecimento do professor Gerlanildo

Mais fotos

Sobre Humberto Júnior

Cofundador do Portal Info Newss e amante da tecnologia.

Verifique também

Senado aprova MP que viabiliza privatização da Eletrobras com placar apertado

O Senado aprovou nesta quinta-feira, 17, por 42 votos a 37, a medida provisória que …